institucional

lateral

Centro Universitário Maria Antonia USP
rua maria antonia 258 e 294 · vila buarque
são paulo · sp · 01222 010
· 11 3123 5200

Universidade de São Paulo
Marco Antonio Zago
reitor

Vahan Agopyan
vice-reitor

Marcelo de Andrade Roméro
pró-reitor de cultura e extensão universitária
Centro Universitário Maria Antonia
Myrna de Arruda Nascimento
diretora

Jose Nicolau Gregorin Filho
vice-diretor

Maria de Brito
assistente de direção · administrativo e financeiro

João Bandeira
coordenação de artes visuais e programação

Tereza Cristina Almeida
secretária
administrativo e financeiro
Antonio Carlos Diniz Quintino
Isaías Araújo de Oliveira
Sueli de Oliveira Cruz
Valdecir Gouvea
biblioteca
Josiel de Oliveira Barbosa
exposições e eventos
Artur Leandro Caldeira
Carlos Fernando Pedroso
Edivaldo Euzébio Pereira
José Aleixo da Silva
José Martins Seisdedos
Juliano Moraes
Luis Vanderlei de Almeida
Paulo César Medeiros Martinez
Roberto Antonio de Melo
Tuca Capelossi
cursos
Rildo Roberto Santos
Waldir dos Santos Pina
pesquisa e formação
estagiários e bolsistas

Caio Vinicius Bonifácio
Davi Silva Morales
Guilherme Ferreira de Oliveira
Thais Yukari Suguiyama
ação educativa

Jéssica Maria Neves Lúcio
Victor Presser
arquitetura e expografia

Adriana Aparecida Duarte Correia
Helena Guazelli Sampaio
Julia Marcondes Schmidt-Hebbel
Sara Ribeiro de Oliveira
audiovisual

Dayane Arena dos Santos
Luana da Silva Sposito
biblioteca

Claudio Luiz dos Santos Lima Junior
Luiz Paulo Dionísio Xavier
Natalia Angélica Rodrigues Alavarce
comunicação visual

Daniel Losnach
Uriel de Souza Dias
lembranças do futuro

Deise Karoline da Silva Costa
maria antonia no ar

Anna Beatriz Fernandes
Edgar Soares Marinho
revista celeuma

principal

institucional

O Centro Universitário Maria Antonia está instalado nos edifícios históricos que abrigaram a antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP. Em mais de duas décadas de atuação multidisciplinar, conquistou um lugar próprio entre as instituições culturais da cidade, orientando-se por um conceito abrangente de formação. Situado estrategicamente, na região central de São Paulo, em área de grande concentração de instituições de cultura e ensino, atende um público diversificado.

Desde 1999, o Maria Antonia, como é conhecido, mantém um programa de exposições de arte com cerca de 20 mostras por ano, com a diretriz geral de reunir artistas contemporâneos de gerações diversas, dando espaço às mais diferentes técnicas e áreas de produção, além de mostras de arquitetura e de retrospectivas que visam a discussão sobre o passado recente da arte brasileira.

Os textos que acompanham essas exposições são produzidos, em grande maioria, por jovens autores, pós-graduandos e formados pela USP, dando, assim, espaço não apenas à exibição de obras, mas também à pesquisa e à reflexão crítica sobre arte. Paralelamente nossa equipe de mediação desenvolve projetos de pesquisa sobre arte contemporânea e disponibiliza, ainda, atendimento a professores e alunos da rede pública, assim como à visitação espontânea às exposições.


Exposição de Le Corbusier, 2012


Exposição de Ana Linnemann, 2012


Exposição de Paulo Pasta, 2011


Exposição de Regina Silvera, 2010


Exposição de Luiz Zerbini, 2008


Visita guiada às exposições do Maria Antonia

O Maria Antonia oferece cursos de curta duração, ligados à área das ciências humanas e às artes em geral, e promove palestras, debates e seminários com especialistas de várias partes do Brasil e do exterior, além de outros eventos que resultam da pesquisa de unidades diversas da USP e de instituições parceiras. Abriga, ainda, a Biblioteca Gilda de Mello e Souza, com acervo dedicado principalmente às artes contemporâneas e áreas conexas, cujo núcleo gerador é a coleção de livros sobre artes, estética e história da arte que pertenceu à professora Gilda, primeira docente de Estética da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP.

O projeto de restauro e reforma de suas instalações abrange a sede atual e mais o edifício vizinho, que pertenceu igualmente à FFCL-USP. Com obras em fase de conclusão, o projeto – premiado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil e pela Fundação Bienal de São Paulo – inclui mais espaços expositivos, novo auditório para música, cinema e outras atividades, café, e também uma praça interna com vegetação, que cria um novo espaço público, espécie de respiro no entorno densamente construído, colaborando para a revitalização da região central da cidade.