Cassio Michalany

Cassio Michalany – Modulações 2
Modulações, 2009/2010/2011
esmalte acrílico s/ madeira
dimensões variáveis

textos ciclo expo

Cassio Michalany
Modulações

Cassio Michalany apresenta três séries de trabalhos no Maria Antonia, compostas por obras feitas de madeira pintada com esmalte acrílico. Pode-se certamente chamá-las de pinturas: apresentam-se frontalmente fixadas na parede, definem áreas e cores. Nelas, o tratamento do mdf e da tinta cria superfícies de aspecto quase industrial, sem marcas aparentes do fazer, chegando a ser surpreendente que a fatura dos trabalhos seja bastante manual.
Como era de se esperar numa mostra organizada em séries, há recorrências perceptíveis em cada conjunto, assim como entre eles. As semelhanças, no entanto, diminuem à medida que cada trabalho é observado com mais atenção. A série maior, com mais de duas dezenas de peças, forma subconjuntos de placas brancas que recebem aplicação de pequenos retângulos e filetes escuros. Lentamente vão aparecendo as diferenças entre as cores e entre as variações de posição desses elementos, nos seis módulos que compõem a série. Embora se articulem segundo as mesmas leis (usam peças do mesmo tamanho, que têm o branco como cor fixa entre as demais, e agrupam-se de quatro em quatro), os módulos criam situações sensivelmente diferentes.
Da mesma forma, a atenção continuada, e só ela, permite que assomem as diferenças bastante sutis presentes também nas outras duas séries. Em todas, os trabalhos se estruturam obedecendo a uma gramática visual, um jogo inesgotável de possibilidades dentro do universo investigado pelo artista de maneira rigorosa e simultaneamente inesperada. Aqui, o encadeamento e a pausa são partes importantes da construção dos sentidos. Wittgenstein, que se dedicou obstinadamente a pensar a linguagem, certa vez escreveu: “no perceber existe um pensamento que ecoa no ar”. O poder dos trabalhos de Michalany parece vir da capacidade que eles têm de dar a ver as próprias articulações do pensamento como se fosse possível, de certo modo, materializá-lo em forma e cores.

Tânia Rivitti