rotas comerciais e tabus alimentares no mediterrâneo

informações

12,19 e 26 de março e 9 de abril de 2015

quintas, 16 às 18h

curso

rotas comerciais e tabus alimentares no mediterrâneo

Isabella Magalhães Callia e Plínio Freire Gomes

R$200

descontos
20% para estudantes e professores
40% para terceira idade

informações
11 3123 5213 / 5214
cursosma@usp.br

programa curso

Ao longo do período no qual se desenvolvem os processos históricos decisivos do triunfo do cristianismo e do advento do Islã, são analisadas as relações culturais entre mulçumanos e cristãos, com foco nos aspectos alimentares que influenciaram também a formação de duas civilizações mediterrânicas, a grega e a árabe, e seus desdobramentos temporais e espaciais ainda mais amplos, envolvendo, por exemplo, alimentos originalmente de significado religioso que, laicizados, conquistaram o paladar de muitos outros povos.

12 de março
Vinho, azeite, pão: a tríade pagã se cristianiza.
Os beduínos na “era da ignorância”

19 de março
Constantinopla versus Persépolis: rivalidades imperiais e contágios.
O advento do Islã e as novas regras alimentares

26 de março
Bizâncio dos extremos: ascetismo e luxúria.
Expansão do Islã e a consolidação da culinária árabe.

9 de abril
Rotas comerciais do Mediterrâneo: açúcar, café e pistache

Isabella Magalhães Callia é estudiosa das práticas alimentares da Roma Imperial, pós-graduanda em Gastronomia: História e Cultura pelo Centro Universitário Senac, docente em Língua e Cultura Italiana pela Università per Stranieri di Perugia e bolsista da Accademia dell’Enogastronomia Pugliese.

Plínio Freire Gomes é mestre em história pela FFLCH-USP. Lecionou o curso Arte poder e fé na civilização islâmica, na Escola do Masp e é autor de Um herege vai ao paraíso: cosmologia de um ex-colono condenado pela Inquisição (1680-1744) (Cia. das Letras, 1997).